Busch Gardens: engraçado, mas esse é um parque que ninguém diz que é ótimo pra criança pequena… Mas é!!! Descobrimos isso por conta própria, na nossa segunda visita à Florida, em 2013, quando Leonardo tinha 4 anos. E vou voltar no tempo nesse mês especial do blog sobre #FériasEmOrlando só pra mostrar que, aham, vale a pena uma visita ao parque, que fica em Tampa, bem pertinho de Orlando!

É verdade que o parque é conhecido pelas suas montanhas-russas super radicais, e que merece ser lembrado por isso. Mas, peraí: ignorar a parte “infantil” – que reúne de personagens fofos a animais exóticos – seria um descaso… Não espere aqui, portanto, fotos de atrações adultas. Pra dizer a verdade, quase não fotografei, de tanto que Léo aproveitou! Mas vou mostrar um pouco da curtição do pequeno no parque.

Antes, vale explicar pra quem não conhece: além de ser o melhor parque pra quem busca aventura, o Busch Gardens Tampa Bay tem um dos zoológicos mais bacanas dos Estados Unidos com mais de 12 mil animais! E tem maneiras diferentes de ficar bem perto deles. Uma delas é quando você entra numa espécie de “caverna”, sobe uma escada e pode ficar com a cabeça uma redoma de vidro, no meio do “quintal” dos tigres de bengala. Você vê algo assim…

Essa parte dos bichos é um dos grandes atrativos para as crianças, na minha opinião. Tem muita coisa pra ver, embora eu (que na época nem planejava escrever sobre) não tenha registrado. Minha dica é você checar todas as atrações com animais qui. Léo adorou ver os cangurus de pertinho…

E do Serengeti Safari, um passeio de caminhão aberto, que te leva até girafas e animais que você nunca viu…

O parque também tem shows ao vivo, restaurantes, lojas… Ou seja, tem diversão para todas as idades. Eu que o diga, depois de experimentar a famosa montanha-russa Cheeta Hunt, que imita movimentos e velocidade da corrida de um guepardo… Chorei na fila de medo! E gostei tanto que voltei!

Por falar em diversão pra todos, esse ano promete mais – com a chegada de uma montanha-russa “para as famílias”, a Cobra´s Curse. Segundo a assessoria (gosto de checar com eles antes de publicar!), a atração (que fica na parte do Egito), tem giros e rodopios e é a única do tipo no mundo; com uma subida vertical e em seguida um turbilhão de emoções. É claro que não estamos falando de crianças muito pequenas, mas vale para quem tem dois filhos em idades diferentes, e quer aproveitar um pouco com o mais velho. Vai ser meu caso um dia…

Agora, algumas fotos da parte infantil!

Tem um monte de brinquedo bacana para os pequenos. Uma das coisas bacanas é que, na parte das crianças, tem um lugar onde elas podem brincar com água! Mas adivinhem se fotografei? Ai que raiva… Mas fica a dica: leve uma toalha e uma troca de roupa!

Sobre fotos, a gente tirou mais com esse fofos, que o Léo adorou encontrar…

Encontrar os personagens da Vila Sésamo (Sesame Street) foi bem legal pra ele. Ok, tem criança que nem conhece, mas não era o caso. Papai passou a paixão para o filho, e lá estávamos nós – inclusive eu que nem era chegada – morrendo de amores. Tem teatrinho, e abraços mil…

Pra ajudar quem vai ao Busch Gardens com criança pequena, algumas dicas:

  • Estude o mapa antes, acessando aqui, ou assim que chegar ao parque. E comece pela área infantil. O parque é grande, e isso vai evitar que o pequeno saia perdendo…
  • Veja os horários das atrações que envolvem interação/show com animais. Nós não prestamos atenção nisso, e perdemos alguns…
  • Faça o safari, é diversão garantida!
  • Use o teleférico aberto (que cruza o parque) pra ir de um lugar ao outro; economiza tempo.
  • Escolha um dia que o parque feche mais tarde (varia conforme a época e o dia da semana). Cheque a informação no aqui, e de preferência num dia próximo à visita (porque pode ter alteração). Isso faz valer mais a pena a viagem de Orlando até Tampa. Ela é rápida (cerca de uma hora no máximo), mas com criança pequena qualquer ganho é válido né?
  • Se preferir, escolha um hotel econômico e durma por lá! Tampa tem várias coisas interessantes pra fazer, como o Florida Aquarium, um dos aquários mais legais dos EUA. Eu não sabia na época, mas minha amiga acaba de embarcar e colocou na programação! Se for dormir na cidade, uma dica é deixar o parque para depois das suas diárias em Orlando… Depois, dá pra esticar até Miami, voltar pra pegar o avião, etc. Mas, pelo menos, vocês não pagam dois hotéis.
  • Carrinhos de bebê, cadeiras de rodas e armários estão disponíveis para aluguel.
  • Ao comprar ingressos nas agências de viagens do Brasil, você recebe os e-tickets eletronicamente e é só imprimir e apresentá-los diretamente nas catracas do parque (nós fizemos assim!). Também dá pra adquirir ingressos no site oficial em português. Nos dois casos, evita filas =)
  • E, sim, embora a gente não tenha experimentado, é possível agendar refeições com personagens do Sesame Street!!!