Amor de mãe, amor de filho

Adoro ser chamada por apelidos carinhosos: mamãe doida, mamis, mimis, gostosona (sim, essa é uma das formas que meu filho me chama). Perco o chão quando ele diz que me ama; “do tamanho do céu”,”maior que tudo”, “muuuuuito”.  Amo as demonstrações espontâneas de carinho, seja no café da manhã, no carro, no sofá. Amo ser mãe. Por isso, quero dividir algo que ilustra todo o amor que nos liga – mães e filhos – num cordão umbilical invisível eterno (assim espero!)… Ele ditou, a professora escreveu, ele assinou.